{ on / hits }

Theme by EndsTonight


TESTANDOOO


Photo em 30/06| 0 notes |Reblog

Uma manhã tranquila para os tributos que já deveriam desconfiar de que mais cedo ou mais tarde algo aconteceria. Todos estavam debilitados. Sophia e Connor continuavam loucos, Alexia e Heather tinham ferimentos e Shawn parecia cada vez mais adoecido. Muitos já sabiam o que viria a seguir. Era o dia do ágape! O silêncio da arena foi interrompido pela voz grossa de um gamemaker.Boa tarde tributos, muito boa tarde. Cada um de vocês precisa muito de alguma coisa para continuarem vivos na arena, certo? Encontrarão uma porta perto de vocês, ela os levará para o local onde encontrarão o que desejam, se apressem. E que a sorte esteja sempre a seu favor! - O silêncio voltou a reinar na arena e os tributos veriam atrás de si uma porta, como se ela sempre estivesse ali e eles que não perceberam. As portas de Sophia e Connor tinham alguns detalhes que atrairiam eles mesmo estando loucos, como por exemplo um grande desenho de cogumelo na do tributo do onze e a foto de Aaron segurando um cachorro na de Sophia. Eles tinham a escolha de não ir e arriscar tentar sobreviver sem aquilo que precisavam, mas por quanto tempo aguentariam?

 

Estava muito contente com Yuri quando acabei abrindo-o e vendo que havia algumas coisas dentro dele. Facas. Arqueei a sobrancelha, rindo do meu cachorrinho —Você é um cachorrinho muito útil, Yuri!— peguei duas das facas e coloquei junto com o meu cinto, pois se já tinha algumas facas ali eu devia imaginar que aquilo era importante, né. Terminei de prender as facas no cinto e coloquei os outros itens que havia dentro de Yuri na minha mochila, imaginando que ele não gostaria de ter facas no estômago. Ouvi uma voz grossa ecoando no local e encolhi-me um pouco mais, assustada com o som, mas me levantei para observar a porta, já que tinha uma imagem nela. Percebi que era José Ricardo — JOSÉ RICARDO!— gritei, segurando Yuri com força em meus braços e correndo para dentro da porta. Não precisava saber de mais nada pra ir para lá.


Photo em 31/05| 0 notes |Reblog

Kona: Também estou morrendo de medo de dormir à noite, mas não temos outra escolha.

Continuei me servindo das batatas enquanto ele estava em silêncio. Odiava o silêncio. Ultimamente, era só uma desculpa para começar a pensar em tudo o que poderia acontecer. Será que eu conseguiria mesmo me transformar em uma onça e matar qualquer um que pusesse minha vida em perigo? Suspirei, percebendo que Kona havia quebrado o silêncio e olhei em sua direção, percebendo que seus olhos lacrimejavam. Ouvir o que ele dissera, confiscando seu medo à mim da mesma forma que eu admitira o meu, partira meu coração. Por que eu estava ali conversando com ele? Aquilo era tortura! Eu não queria ver o rosto dele aparecendo no céu junto com os outros que tivessem morrido em um dos dias, agora eu não queria. Já o conhecia. Me arrependi por ter conversado com ele. Me arrependi por ter um coração mole e me apegar tão rápido a uma pessoa. Mas mesmo assim, eu sorri para ele, sem quaisquer sinais de lágrimas. Pelo menos para isso eu era forte.”


Photo em 30/05| 0 notes |Reblog

Sophia: O Carismático do Três. Hãm… Perdão, achei que não ia ter ninguém aqui. 

Kona: Ora, ora, se não é a doce Sereia do Quatro. Por favor, junte-se a mim, bela.

Sophia: Entendi o porque do carismático. 

Kona: Estou admirado. Você comprou a plateia muito bem! Foi doce e meiga. Eles adoram um drama, né? Posso te afirmar que conseguiu admiradores e possíveis patrocinadores, hein? Parabéns!

Sophia: Bom saber o efeito que causei. Para falar a verdade, eu fui bem sincera durante a entrevista. Obrigada, e também acho que você conquistou um bom número de patrocinadores com o seu carisma.

Kona: Sei que foi sincera, mas soube como colocar as palavras. Quero dizer, não jogou tudo como Joanne fez, sabe? De qualquer jeito… Soube dissertar e fazer a diferença. E espero ter conseguido mesmo muitos patrocinadores! E aí, Sereia, está preparada para o que der e vier?

Sophia: Acho difícil estar cem por cento preparado, né? Vai saber o que temos pela frente. E você? O que está achando disso tudo? Preparado? Nossa, me senti o Caesar agora. Acho que é contagioso lançar uma pergunta atrás da outra.

Kona: Acho patético tudo isso. E não estou preparado, não totalmente. Estou apenas nadando com a maré, como pode ter visto na entrevista. E foi impressão minha ou o Caesar está muito violento? Quero dizer, ele não parece querer ajudar os tributos de nenhuma forma!

Sophia: Então, venho notando isso nas últimas edições. A 46ª realmente me assustou, ele estava um demônio.

Kona: Achei até um milagre ele estar de bom humor conosco hoje. Menos com Joanne, é claro, mas fora este incidente, ele foi maravilhoso! Acho que realmente temos um Q extra, não é não?

Sophia:  Também acho! Pelo jeito tivemos bastante sorte, tirando a Joanne que acabou falando um pouquinho demais. Acho que a sorte esteve ao nosso lado.



Video em 30/05| 0 notes |Reblog

"O dia havia chegado. Tudo o que eu podia fazer agora era torcer firmemente para que aquela não fosse a última vez que eu veria meus pais. Respirava fundo de minuto em minuto, segurando a mão do meu irmão de doze anos, que havia colocado seu nome na colheita pela primeira vez. Por mais que eu já tivesse passado pelo sofrimento de ver nomes conhecidos e desconhecidos serem chamados, me senti mal por não conseguir passar a confiança que eu gostaria para meu irmão. Eu estava tremendo. Da cabeça aos pés. Literalmente. Com o estômago revirado e um pressentimento muito ruim ao pensar na possibilidade de ouvir o nome do meu irmão ser chamado. Finalmente alcançamos a praça e, após depositar um beijo em sua testa desejando um "boa sorte", observei meu irmão seguir em silêncio para a fila destinada aos garotos. Respirei fundo, esforçando-me para manter-me calma. Eu já nem sabia quantas tiras continham o meu nome na colheita. Não havia passado muito tempo quando por fim a figura turquesa de Louise O’Harra surgira para iniciar o sorteio. Mal ouvia o que ela dizia, e muito menos prestei atenção no vídeo - já decorado - sobre o porque dos Jogos existirem. Só queria que aquilo acabasse logo. Senti uma mudança drástica no meu ritmo cardíaco com o anúncio da mulher de que finalmente sortearia o tributo feminino. Fique calma, Sophia. Só mais alguns segundos e tudo ficará bem, pensei comigo mesma, mas as palavras seguintes da mulher provaram que eu estava muito errada. “Sophia Lewis, suba ao palco por favor.” Eu simplesmente havia esquecido como respirar. Precisei de um momento para voltar a pensar com clareza, e após tossir duas vezes segui na direção do palco. Obrigando minhas pernas bambas a me obedecerem, tentei não parecer uma completa perdedora morta de medo, embora eu fosse exatamente isso.”


Photo em 30/05| 0 notes |Reblog

"Respirei fundo, agradecendo por aquele aroma diferenciado. Tirei meus sapatos e decidi andar com os pés descalços sobre a areia. Caminhei lentamente, sentindo o vento bagunçar meus cabelos enquanto eu andava pela areia, observando as conchas e separando as que mais me chamavam a atenção. Era um costume desde criança separar as mais belas de cada dia ali na praia. O máximo eram cinco por dia, o que me deixava na difícil escolha de levar apenas aquelas que mais me alegravam. De qualquer forma, era divertido esconder alguma que eu quisesse levar em um outro dia e depois voltar para tentar encontrá-la. Já com três conchas em mãos, segui para o porto, onde tinha um cantinho com uma sombra bem gostosa que eu costumava ficar desde sempre. Já sentada sobre o mesmo, balancei meus pés tentando alcançar a água."



Video em 30/05| 0 notes |Reblog

Aliança: Aaron, Connor, Lyra e Kona.

Amigos: Kona, Lyra e Chester.

Apelido da Entrevista: A Sereia do Distrito Quatro.

Armas utilizadas: Facas arremessáveis.

Edição: 48.

Família: Marie Lewis [mãe] — Damon Lewis [pai] — Michael Lewis [irmão]

Nota da Apresentação Final: 10.

Mortes: Alexia [d12]

Morta por: Shawn Francis [d6]

Ódios: Cheiro de peixe.

Paixões: José Ricardo [Aaron], distrito quatro, água.

Photoplayer: Kaya Scodelario.

Principais habilidades:Cordas, nós, facas, nado, pesca, combate desarmado, caça.



Video em 30/05| 0 notes |Reblog